Acompanhe nossas redes sociais
e fique bem informado
Notícias | Esportes
19.06.2017 - 08h56 | Esporte Interativo
Em nota, Coritiba repudia briga diz ter ajudado na prisão de um suspeito
 
  • Tamanho do texto: A-
  •  
  • A+

As cenas de barbárie em brigas entre torcidas organizadas voltaram a acontecer na manhã deste domingo (18), quando torcedores de Coritiba e Corinthians se ​enfrentaram nos arredores do estádio Couto Pereira.

O episódio fez pelo menos seis pessoas serem encaminhadas ao hospital. Uma delas, o torcedor Jonathan José Gomes Souza da Silva, de 29 anos, que mora em São Paulo e foi ao Paraná acompanhar o jogo, está internada na UTI em estado grave.

Em nota divulgada após a partida, que terminou empatada em 0 a 0, o Coxa repudiou o episódio e disse ter ajudado na prisão - ainda durante o jogo - de um dos suspeitos de ter participado da briga.

 

Confira abaixo a nota divulgada pelo clube paranaense:

 

O Coritiba Foot Ball Club lamenta e repudia o ocorrido na manhã deste domingo (18), fora do estádio Couto Pereira, antes do jogo entre Coxa e Corinthians, na oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Os fatos dão conta que uma briga entre membros de torcidas organizadas resultou em vários torcedores feridos.

 

Em nome da decência, o clube manifesta sua reprovação aos fatos ocorridos. Além disso, o Coritiba declara sua postura de absoluta colaboração para as investigações e demais esclarecimentos a fim de punir os envolvidos por tal conduta reprovável.

 

O Coritiba está em contato constante com a Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos (Demafe) buscando contribuir. Inclusive, com a colaboração do clube, um dos suspeitos de participar deste ato foi preso dentro do Couto Pereira, durante a partida.

 
 
Comentários
   
   
   
©2010- 2017 . Portal Independente. Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: Paula Araújo